O dono da Brixton Academy

Simon Parkes, um inglês rico (estudou com o príncipe Andrew) e com um braço só (a mãe tomou talidomida quando estava grávida), conta em texto na Vice como comprou em 1982 a Brixton Academy por £1 de uma cervejaria que havia oferecido o lugar por £120.000, como ele “quase teve um ataque do coração” quando soube que Kurt Cobain, cuja banda tocaria quatro noites na Brixton Academy e na sequência seria a atração principal do primeiro festival que ele organizara, havia se matado a poucos dias do evento e como, genialmente, conseguiu não entrar em falência com o cancelamento e a devolução dos ingressos.

O Guardian publicou o trecho do livro “Live At The Brixton Academy” em que ele trata desse episódio com o Nirvana (“Not only did we not go under because of Kurt’s death, bizarrely we ended up turning a profit on four gigs that never happened“), uma galeria de fotos dos dez primeiros anos da Brixton Academy, com comentários curiosos do próprio Parkes, e o entrevistou por ocasião do lançamento do livro. Nessa entrevista, ele diz:

“The most memorable moment for me was the opening number of the Clash [in March 1984], which was a big breakthrough for the Academy. They played London Calling, and watching 5,000 people go absolutely mental gave me this feeling in my stomach that was somewhere between the adrenaline of a near car crash and your first kiss from a really hot girl you fancy.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: