É difícil ser mais velho e detraquê do que ao dizer que um filme é uma “fraude”. Outro dia eu li um texto sobre um determinado filme brasileiro em que a autora dizia que se tratava disso, de uma fraude.

É o tipo da crítica que era feita –e provocava sensação– nos anos 80, época, aliás, em que se passa o tal filme. Nos anos 90, esse tipo de abordagem em relação a filmes ou discos ainda se manteve, mas com impacto diluído.

Hoje, quase nos anos 10 do século 21, soa bobo. Por várias razões, a principal é que nenhum texto análítico sobre um produto cultural ou manifestação artística tem o mesmo impacto de 10, 20 anos atrás, pelo fato de hoje haver uma disseminação brutal dos meios de comunicação, de modo que não há mais veículos de referência, tampouco críticos e jornalistas que funcionam como guias, como vozes a serem ouvidas.

Se eu ou você podemos publicar o que quer que seja, os jornalistas mais talentosos perdem com isso, e a luz do seu farol de idéias se torna mais e mais fraca.

Desse modo, uma crítica que parte para “acusações” contra um filme, um disco ou um livro é, antes, uma maneira de se sobressair do mar de textos a que estamos imersos. Claro que aparece, mas a um custo, ao meu ver, desvantajoso, porque provoca um debate estéril, de amor ou ódio, em vez de reflexão.

É difícil também que uma crítica que “denuncie” um filme (o diretor, pelo texto, quase merece ser preso ou submetido ao escárnio geral pelo “crime”) não seja vítima, ela mesma, de clichês e chavões, justamente as “provas” de acusação.

Enfim, a crítica cultural que se pratica no Brasil é bastante desimportante. Quase uma piada. Quase sem exceções, seja pela influência que exerce, seja pelo talento dos que escrevem.

Por isso e por muito mais, fico feliz de não mais fazer parte desse universo, em que meu desempenho não foi sem sequer igualado, seja pela influência, seja pelo talento dos que escrevem. Um dia eu ia dizer isso, ainda que possa estar enganado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: