Não gosto de poesia, ok? É o uso de palavras menos interessante para mim. A métrica, a rima e o aspecto visual são monótonos para mim. Essa rigidez formal é pouco libertária, ainda que haja poesia em que esses três aspectos não sejam respeitados, mas, por isso mesmo, funcionam como oposição a eles, de modo que eles ainda estão lá, sempre a reger as idéias.

Mas gosto quando poesia é acomapnhada de som e se transforma em música, é uma parceria irresistível.

Mas poesia no papel não. Gosto de narrativa, de personagem, de ação (mesmo que seja a mais estática inação), de história, de possibilidades infinitas, de ausência de regras, de conflito.

Ok?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: