Archive for dezembro \31\UTC 2007

31/12/2007

Minha vida acabou este ano. Não recebo mais convites para festas, o disco que saiu no começo de março encalhou e a filha da puta da gravadora disse que não podia fazer nada e que encerraria o meu contrato hoje.

Os paparazzi, que me infernizaram durante uns cinco anos na porta da minha casa, nos restaurantes aonde eu ia, nos shoppings, na praia, no caralho a quatro, agora sumiram. De vez em quando vem um fotógrafo iniciante pra tentar emplacar alguma pauta em um site vagabundo –lógico, que eu me escondo, coloco oclão, chapéu, tipo faço a famosa louca, ou a louca famosa, vai saber.

Sabe o que provocou tudo isso? Eu fiquei careta! Meninas, se droguem, se acabem em festas, vão dormir de manhã com uns dois caras, mais um labrador e uma piranha, bebam no café da manhã, dêem vexame no palco, cheirem “disfarçadas”, saiam de casa sem calcinha _e mostre que está sem, claro_, mudem de namorado como quem muda de calcinha (hahaha, adoro), sejam lésbicas (mas não muito, veja a Ana Carolina; que horror a tática da moça), falem bobagens bombásticas uma ou duas vezes por mês (uma é melhor), façam sexo e “vaze” o vídeo na internet. Se vocês, cantoras jovens como eu, fizerem isso, vocês serão mais ricas, terão mais exposição (foda-se se é positiva ou negativa, sempre vai ter uma bicha louca que vai defendê-la dos “ataques e perseguições” dos jornalistas, e isso a fará ainda mais lembrada, idolatrada, admirada, desejada, motivo de piada e tudo mais) e serão mais felizes.

Não me venham com esse papinho babaca de que quer investir na carreira. Isso é o maior investimento que vocês podem fazer nas suas carreiras! A droga é bela, os escândalos são os novos álbuns, seu corpo é a sua voz. O resto não importa, a sua saúde não importa.

Mas a minha saúde vale mais do que tudo. Sem ela não poderia fazer o que fazia. Com ela de volta quase 100%, posso pensar melhor o que quero para mim. Em 2008, estarei saudável e no ostracismo; não se pode ter tudo. Ainda não sei o que é melhor, mas acredito que haja um equilíbrio entre o frenesi (frenesi? usei essa palavra?) e o sucesso.

Ou isso acontece, ou essas meninas que vivem desse “frenzy” eterno não conseguirão aproveitar toda a grana que ganham justamente sendo loucas. Quem sabe o ideal é representar uma louca e fingir que é prostituta-cantora. Aí você se preserva melhor. Mas não deixe que descubra! Sempre dê um jeito de dar um teco de verdade na frente de pelo menos três pessoas desconhecidas.

Feliz ano novo, meus amores. Eu amo vocês, que me amam também, só que acho que se esqueceram disso.

11/12/2007

O Led Zeppelin voltou ou os professores de Hogwarts montaram uma banda?

Expelliarmus Riddikulus!

10/12/2007

Adoro internauta que se humilha no comentário:

Muito bom! Obrigada por me dar a oportunidade de assistir este vídeo! Não tive condições de ir ao show, mas estou feliz em poder assistí-los através deste vídeo!
Bendito seja esta pessoa caridosa de proporcionar esta alegria!

Simata, que tal?

Isso estava em um vídeo do Police, não aqui neste blog, é evidente: não trabalhamos com opiniões alheias.

05/12/2007

Então as Spice Girls voltaram? Achei que era o show das Desperate Housewives hahahaha.

05/12/2007

Adogo essa miniconstituição da Venezuela! Por aí você vê a importância do país e a importância que o presidente dá ao país, não?

Mas o mais legal é que a caixa de fósforos vermelha na outra mão dele não é um brinde de um puteiro, é a quantidade de modificações que ele queria enfiar na Constituição! Ou seja, ele quer fazer um 69 na Carta Magna.

– A mi me gusta Chávez.
– Por que no te callas?