Então o placar está assim:

Björk 3 1/2 X LCD Soundsystem 3 (4).

Björk em Tóquio (98), Barcelona (03) e SP (07), com meio ponto ganho na cidade catalã com um pequeno show-surpresa. LCD Soundsystem em Paris (05), NY (07) e SP (07). Houve também um em SP (04), no qual, segundo relatos, estive presente, mas minha mente estava ocupadíssima no momento, de modo que não há registro do ocorrido em meu HD.

O melhor Björk foi em 2003, com harpa, tecno, máscara-franja negra e carrinho bate-bate.

O melhor LCD Soundsystem foi quase um empate entre NY (07) e SP (07), por serem shows parecidos. Mas, se em NY o público era de umas 500 pessoas, num espaço para 500, que realmente estavam a fim do show (em SP, o público era de pouco mais do que o dobro, num espaço para quase o triplo, mas a metade era de convidados que estavam lá porque era “de graça” e mais assistiam do que curtiam de fato), o que fez da experiência algo mais selvagem e intenso, além da pequena aventura ao entrar, em SP, havia os meus amigos: eu estava com “all my friends tonight”.

Ganha pontos o fato de a banda ter feito o show do ano no ano em que lançou o disco do ano. Por isso e por mais, é a banda da década.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: