!?!

* OK, Steven, por que você jogou uma garrafa no vocalista do Panic! at the Disco no Reading Festival no último dia 25?
* Bem, eu poderia lher dar todos os motivos do mundo, como eu estava bêbado, já estava de saco cheio depois do Dashboard Confessional [banda que tocou antes do Panic!] e estava lá para ver o Franz Ferdinand [a última atração do palco principal nesse dia]. Mas, tudo bem, um idiota do meu lado estava com uma câmera, filmou o exato momento em que arremessei a garrafa, que era de plástico e de Coca, e colocou no Youtube; agora estou aqui falando com você sobre esse incidente ridículo…

* Sim, é ridículo, mas tudo o que você faz fora da sua casa (ou até mesmo nela) está sujeito a ganhar proporções gigantes em muito pouco tempo. Talvez você não tenha pensado nisso antes de jogar a garrafa, mas você deve ter tido um motivo para fazê-lo, certo?
* Claro que sim. E nem é porque eles são emo ou algo que o valha. Sempre houve grupos e artistas que agem dessa maneira no rock. Isso não é novidade nenhuma. É engraçado que, quando uma banda faz algo em que acredita, seja categorizada como emocional. Até parece que estamos numa época em que apenas máquinas fazem música [risos]. Também o fato de eles serem um pouco overdressed, maquiados, meio barrocos no visual não é novidade nenhuma. Claro que é o oposto do grunge, o último grande movimento do rock _e lá se vão uns 15 anos! Porra, eu estava num festival há horas, num puta calor, tinha bebido um pouco, sei lá, as pessoas atiram garrafas no palco sem que haja uma razão clara para isso, a não ser uma expectativa de acertar algo lá, só pela diversão irresponsável.

* Tudo bem, eu estou quase convencido de que você se arrependeu, mas não é esse o meu objetivo. Você jogaria uma garrafa numa banda de que você gosta?
* Não sei, cara. Não saí de casa pensando “uau, hoje vou jogar uma garrafa em alguma banda”. Simplesmente aconteceu. E é claro que há algo na banda de que não gosto e que soa bastante pretensioso e cafona….

* E?…
* É a porra da exclamação no meio do nome da banda, caralho! Pra que isso? Qual o objetivo dessa porra? É uma artimanha visual tão passée que me envergonho por eles. Veja por exemplo The Go! Team. O que essa exclamação está fazendo ali? Não é engraçado, não é ousado, não é nada, é idiota! É apenas um artifício cretino para que o nome se destaque num texto. Se você me perguntar se eu gosto de M/A/R/S/S ou ¡Forward Russia!, eu vou rir na sua cara. É quase um acinte ao bom gosto! Eles são os novos ricos gramaticais, ostentam com ignorância. Mas não me entenda mal: não tenho nada contra a Man or Astroman?, por exemplo. O sinal está bem colocado, é uma pergunta legítima.

* Você não acha que sua motivação é tão exagerada quanto a reação do vocalista da banda ao se jogar no chão e levantar uns dez minutos depois?
* Bem, as pessoas gostam deles porque são dramáticos [enfatiza a sílaba tônica]. Eles devem ser assim. Talvez a minha atitude seja proporcional a isso, ainda que não tenha tido essa intenção especificamente.

* Imagino que você jogaria três garrafas nos caras do !!!
* [risos] Olha, nunca pensei nisso, mas talvez três exclamações sozinhas como nome de uma banda sejam um ótimo motivo para nem passar perto do palco em que ela esteja tocando.

* Você já assistiu ao filme M*A*S*H, de Robert Altman?
* Você está de sacanagem comigo! Um cara teve a manha de fazer um filme desses? Sinto muito por ele. Pena que seria ainda mais ridículo atirar uma garrafa numa tela de cinema. Mas deve haver alguma saída para isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: