Existe uma maneira de tocar discos num clube, bastante convencional, que é não deixar espaços entre as músicas, além de remexê-las ou remisturá-las durante a execução. Existe uma outra, às vezes desnecessária e de resultado duvidoso, que é falar ao microfone, durante as músicas, tal uma tentativa de MC.

O pior dos mundos é quando o tal “DJ” une uma voz terrível a uma equalização deficiente. O resultado é que o público dança com interferências da voz da promoção relâmpago do supermercado Extra, aquela voz que diz que a seção de tupperware está com promoção de 20% nos próximos cinco minutos. De acordo com a música que está a tocar, também pode parecer que o homem da pamonha entrou no clube de néon. Muitas vezes é um encontro dessas duas vozes presentes no inconsciente urbano.

É um pesadelo. Mas a voz insiste em não perceber o desastre e grita: “Errezza”. Sim, arrasa qualquer noite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: