TCHAU

Olha, se você vir a realidade por aí, manda um beijo pra ela, tá? Ah, não dava mais, a nossa relação estava muito desgastada. Era todo dia, todo dia; uma rotina opressiva.

Vou tomar uma prudente distância da realidade a partir de agora. Na verdade, já venho fazendo isso deliberadamente há algum tempo. Por uma questão de sobrevivência. Não essa distância pedante que os acadêmicos adoram ter, com cara de nojo. A realidade me sufoca, me quebra as pernas, me diminui, esmaga meus delírios. E isso não é bom.

Não me interessa o que interessa à maioria, basicamente. Menos pelo fato de todos estarem interessado na mesma coisa e mais pelos motivos que os levam a se interessar. São pobres. Tão paupérrimos quanto ubíqüos. O melhor caminho é orbitar num universo moldado pela minha mente. Afinal, ele é muito mais rico e interessante do que qualquer outro porque é meu, o que o torna infinito por definição.

Então, ficamos assim: um rompimento lento, seguro e gradual da realidade. Viverei mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: