PADRÃO MUNDIAL

Cansei de brincar de muçulmano. Deve estar bem claro como as agências “internacionais” noticiam os assuntos relacionados ao islã em todo o mundo e como quase a totalidade delas é sobre bárbarie, atentados, bizarrices, mortes. É impressionante como a Doutrina Bush age na mídia internacional que chega ao Brasil. Nem todas são americanas, mas nenhuma é uma voz dissonante _quiçá contrária_ ao que o governo dos EUA pensa. A uniformidade da notícia é nauseante.

Pelo que é publicado nos jornais, revistas, sites etc., o islã é o Mal; parabéns a todos, foram convincentes nisso. Geralmente, o marginal quando “é notícia” é tratado de modo depreciativo de modo a favorecer o Centro. Veja como o Nordeste aparece, por exemplo, no Jornal Nacional (de turismo sexual ao “drama” da seca; do homem-gabiru às rendeiras pobrinhas do Ceará; do carnaval que não acaba nunca aos coronéis da política) ou como os negros e latinos figuram na seção policial dos EUA ou ainda como os africanos e outros imigrantes são retratados na Espanha e França (para começar, eles são um “problema”).

E agora o islã que sai da CNN que faz coro no resto do mundo tornou-se sinônimo de atentado suicida e milícias terroristas _vide posts anteriores. Não duvido que num futuro próximo o verbete muçulmano tenha citações dessas palavras numa enciclopédia.

Tudo isso seria apenas um fato da vida se não fosse trágico, afinal o islã é uma religião tão estúpida como outra qualquer com o agravante de representar o Mal só para os Estados Unidos _e que isso pode mudar a qualquer momento, não é, Osama?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: