QUANDO VIR UM CALOURO, ATIRE NELE

Alguém pode explodir um palestino perto desses calouros que acham que Whitney Houston e Celine Dion “cantam muito”? E, se possível, pode juntar também esses gordos de cabelos ensebados que acham o Ed Motta um gênio e por isso ficam gemendo e acham que estão cantando? Ia ser lindo ver essa gentalha voar pelos ares. Nunca mais ninguém ia ter que assistir a nenhum desses baianos com nome em inglês gritando no seu ouvido convictos de que estão cantando alguma coisa de “black music”. Pelo extermínio de calouros cuja cultura musical atinge até os cantores citados. Pela aniquilação de gente que geme com um microfone na boca. Por uma morte lenta e dolorosa a esses babacas que, além de pagarem esse mico, concorrem a um prêmio.

Vão estudar, arrumem emprego num banco, mas calem a boca. Vocês não tem *nenhum* talento para nada, caralho. Façam algo útil como a Carla Perez, que botou a filha para ser cachorro no filme mais visto do verão dos EUA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: