Archive for novembro \30\UTC 2001

30/11/2001

HISTÓRIA

Comunidade, navegar, arroba e rede eram palavras bastante comuns no século 16 no Brasil.

30/11/2001

JUJU

Já percebeu que no presépio do shopping Tel Aviv, ops, Higienópolis não tem Jesus?

30/11/2001

GENIAL

Disclaimer que vejo embaixo da mensagem de um email que recebi:

A informação contida neste email é privilegiada legalmente, privada e confidencial destinada unicamente para o uso dos destinatários. Se você não é o destinatário, por favor desconsidere e não leia a mensagem acima.

Seja certinho e vire um idiota.

30/11/2001

?????

Put your left hand in the air

And your MP3 in your underwear


Lee Hammond Inferno

30/11/2001

AMASSO ARRETADO

_Vem cá, minha princesa, que eu vou agregar um conteúdo em você e vai ser agora.

_Oh, não! O meu pai quer um moço de bem que agregue valor… Oh, no… Oh… yeaaaaahhh…

30/11/2001

FAROL

Definição de semáforo: lugar onde os comerciantes desenvolvem sua atividade em intervalos de minutos. Lá encontram-se flores, guarda-chuvas, mapas, balas, doces, bonecos infláveis, carregador de bateria de celular e “kit viva-voz”, um mundo de oportunidades só para você.

Alguns semáforos oferecem ainda shows noturnos de pirofagia e malabarismo, conferindo um visual belo e excitante para o morador da metrópole, o que acaba espantando os trombadinhas.

E é no semáforo onde o vidro do seu carro ganha um upgrade. Crianças frágeis e sujas se oferecem, num ato de extrema gentileza, para limpá-lo. Às vezes se recusam a acreditar que você não quer o serviço (brasileiro gosta de tratar bem, né gentem?), mas eles insistem, limpam tudo e nem cobram nada. Uns fofos.

Os seres que ficam mais próximos do semáforo estão em duas rodas. Como um mini-ato de confraternização, os motoboys se aglomeram na primeira fila e ficam acelerando suas motos, apesar de o sinal não estar verde. Quando fica, todos saem na maior alegria, em polvorosa, desbravando a avenida sem carros.

E é no semáforo que você fica sabendo das últimas notícias do Nordeste. Bilhetes escritos com estilo são anexados a um pacote de balas (ou uma útil flanela) e são deixados sobre o retrovisor do seu carro. Geralmente tratam de mortes e desemprego de parentes do “colocador” que estão na Bahia, Paraíba, Pernambuco ou Ceará. Não existe nada com índice de leitura mais alto.

Mas certamente você já ouviu fatalistas lembrarem constantemente que semáforos são perigosos, lugar de assaltos _alguns até a mão armada, veja só_ e outros episódios inconvenientes. Não se deixe enganar. Semáforos são as novas praças das cidades, um centro de convivência animadíssimo, onde você se sente vivo.

Vem pro semáforo você também.

30/11/2001

NEM CONHEÇO O CARA

Olha o post tipo óptemo:

É triste ler sobre música na Ilustrada:

– O PAS teve a manha de dizer que a música “15 anos (Vivendo e Não Aprendendo)”, do Ira, é “pequerrucha”. Tá, todo mundo sabe que o texto dele é a coisa mais biba afetada do mundo. Mas pequerrucha?

– A enganadora-mor Cláudia Acéfala (se bem que ela não engana ninguém…) me solta que o Sea and Cake se inspira em Belle & Sebastian.

– Qualquer coisa que o mongo do Marcelo Valleta escreve beira a imbecilidade.

– O Lúcio saiu. A quantidade de “bacana” por centímetro quadrado caiu consideravelmente.

Saiu daqui.

30/11/2001

RED

Eu ainda vou aprender a não comer spaghetti à bolonhesa quando estiver de camiseta branca. Só vou fazer isso quando tiver vontade de me fantasiar de catapora.

Mas, como disse uma amiga minha ao ver a situação: “Relaxe, você já entrou numa fase da sua vida em que tudo começa a dar errado até culminar com o mijar nas calças novamente. Então aproveita e goza.”

30/11/2001

QUÉISSO?

Alguém pode me explicar o que significa um sutiã em spray?!?

Eu acho que é a mesma substância que tem nesses cremes que deixam o pau duro.

30/11/2001

PROPRIEDADE

Por falar nisso, alguém precisa repercutir a morte do George Harrison com o Didi Mocó. Ele, mais do que ninguém , sabe o que é fazer parte de um quarteto que perdeu a metade dos integrantes.

Ai, credo, que mente porca…

30/11/2001

FALTAM DOIS

Will you still need me

Will you still feed me

When I’m 64?


The Beatles

30/11/2001

RIP

Ei, Ultraman, você é o George Harrison?

Respondeeeeeeee!

29/11/2001

BIZARRO

Melhor do que cantar Kid Abelha é ser chamado de Supla por isso.

29/11/2001

PLAYER

Tá bom, tá bom. Para os que me escrevem implorando, para os que ligam incessantemente para a minha casa, para os loucos que fazem protestos na frente do meu prédio estendendo faixas, lá vai. Os discos que eu estou ouvindo:

– La Revancha del Tango – Gotan Project – É o que estou ouvindo neste momento. Tango eletrônico de um trio de argentinos e francês. Cool, downtempo, soft, relax. Thievery Corporation e Up, Bustle & Out estão pelos cantos…

– Remixes 1 e 2 – AFX – Mais uma persona de Richard D. James. Lançou esse single recentmente, que apesar do nome, possui três músicas. A caixa do CD é transparente, e o disco, espelhado. As únicas informações estão num pequeno adesivo (Cornelius usou esse modelo nos seus discos de remixes). O Remix 1 é espetacular, não linear com groove (linear por definição). Muito bom.

– Futures Sound of Retro – Lee Coombs – Da mesma Finger Lickin’ dos Plump DJs, o disco mistura remixes com músicas próprias. Phat beats e uns samples dos anos 80 bem inseridos.

– Wonderland – Charlatans – O sol da Califórnia fez bem à galera do Tim Burgess. Não há nada demais nesse disco, mas gostei da obra como um todo. Despretensiosa com identidade própria.

– My First Political Dance Album – Lee Hammond Inferno – Um dos moços dessa dupla de Berlim é o dono do selo alemão Bungalow e namorado da cantora brasileira Pat C, que participa no disco. Mas é claro que não são por esses motivos que comprei o álbum. Não foi por motivo nenhum exceto a curiosidade. Desse selo, gosto muito de Yoshinori Sunahara, um terço do Denki Groove que lançou um ótimo disco de músicas para aviões e aeroportos (antes de setembro, óbvio, hehe). Gostei do nome de uma música: Move Your MP3, hehe. Preciso ouvir mais, mas da primeira audição curti.

– Renegades – Rage Against the Machine – Último álbum de um das bandas que eu mais gostava quando morava em Brasília e me impressionava com os “scratches” que Tom Morello fazia na guitarra. Aqui só há covers, de Afrika Bambaataa a MC5. Vou tocar a versão de Street Fighting Man.

– Utopian Dream – Jimi Tenor – Achei o mais fraquinho álbum desse finlandês que, além de compostor e produtor, é estilista.

– Global Underground/Moscow – Deep Dish – Caixa bacana, disco duplo em embalagens separadas e um belo encarte. O disco 2 é melhor, mais dark, pesado e com remixes excelentes. O disco 1 é muito deep… é bom para ouvir na estrada, porque não há “picos” nem “vales”, é flat. O mais legal é que na noite em que eles tocaram em Moscou, o ingresso para entrar era de US$ 50, e o público, de senhoras e senhores em black-tie e longos… Quer dizer, uma parte do público, porque as fotos mostram algo beeeem diferente.

– Cerrone by Bob Sinclair – Bob Sinclair – Da house francesa, esse é o meu preferido depois de Dimitri from Paris. Estiloso, elegante e funky na medida. Nesse disco ele remixa músicas de Cerrone, um dos mais profícuos produtores da disco music nos anos 70. Só perde para Giorgio Moroder.

– Death by Chocolate – De-Phazz – O que você espera de um disco cuja capa são desenhos de cadeiras dos anos 50, mulheres magras fumando num clima cool? Um puta disco de adulto. E é o disco mais adulto que eu ouvi este ano. Stylish, fresco, suave, ideal para coquetéis na casa dos amigos se você tiver 40 anos. Pós-transa.

– Expo 2000 Remixes – Kraftwerk – Remixes do tema da feira de Hannover por Orbital, DJ Rolando, Underground Resistance, François K etc. Gosto de remixes de Kraftwerk em geral.

– Melody A.M. – Röyksopp – Numa palavra, esse disco é delicioso. Dois finlandeses que lançaram o seu álbum de estréia pela Wall of Sound. Phoda.

– Goodbye Country (Hello Night Club) – Groove Armada – Sem motivos especiais. Um dos melhores discos lançados este ano no país.

– Music Is a Hungry Ghost – To Rococo Rot e I-Sound – Barulhos atmosféricos, synth pop rudimentar, braindance do bem.

– Poses – Rufus Wainwright – Se ele fosse brasileiro, estaria na Trama, já que é filho de um “famoso”, Loudon Wainwright III. Um trovador romântico de raízes folk. Legal.

29/11/2001

DECLARAÇÃO

Eu amo Osama Bin Laden. Ele é o Leonardo Pareja em escala universal. Mudou a ordem mundial num intervalo de 18 minutos. Admito que mudar a ordem mundial de um mundo globalizado é bem mais fácil do que fazê-lo há uns 20, 30 anos. Mas ele fez. E fez direitinho, botou o World Trade Center inteiro no chão sem usar nenhuma arma bélica _um pesadelo executado com maestria. Há quase três meses ninguém consegue capturá-lo. E não é a eficaz polícia federal brasileira que o está caçando no interior da Bahia, é o mundo capitaneado pelos histéricos EUA e Inglaterra.

É ou não é um amor?

29/11/2001

BEWARE

O dia 7 vem aí…

29/11/2001

VAI, GALILEU

Eu precisava fazer uma circunavegação na internet para provar que a rede é redonda.

29/11/2001

ID

Fodeu. Todo mundo sabe quem eu sou. Acho que só eu ainda não sei quem eu sou.

29/11/2001

OH, BROTHER, WHERE ART THOU?

_Você estava linda na capa da Caras desta semana…

_Ah, pára, Júnior, você estava mais bonito, você sabe disso… Aquela camiseta transparente que você usa… nossa… aquilo me enlouquece…

Noely bate à porta. Os dois disfarçam. Ela sai para jantar com o marido e deixa os dois sozinhos. Os adolescentes estão com muito tesão. Júnior, com novas mechas loiras, acaricia o seu pau e encara a menina de modo firme. Ela não consegue encarar direto, mas sorri um sorriso nervoso, uma timidez calculada.

Júnior sabe que aquilo é um sinal positivo e segura o pau com determinação a ponto de tirá-lo para fora da calça Gap que comprara em Las Vegas. Ela responde com os dedos enfiados na xoxota, protegidas por uma calcinha confortável da Calvin Klein. A alça do seu top cai lentamente revelando seios lindos, macios, com mamilos róseos apontados para além da linha do horizonte.

Ele sobe nela com as calças completamente arriadas e com o caralho apontado para a mesma direção da dos peitos dela. Gemem juntos, sabem o que cada um gosta, sempre estiveram juntos, sentem-se casados. As unhas dela pressionam com força as costas dele, malhadas na cama elástica, e o amarelo com vermelho em volta da pele resultante da pressão detona uma dose extra de tesão. Agora incontrolável.

A primeira penetração ocorre. “Aaaaaaiiiii….”, sussurra ela. A dor faz parte e excita. Ele lambe o pescoço dela e desce até os mais perfeitos pares de peitos que ele já vira (talvez por serem um dos únicos). Chupa-os com voracidade, sem delicadeza, quase como um animal _mas um bicho nutrido com sucrilhos e que passa férias na Disney… Ela está nos braços de quem mais confia, está entregue, olhos revirados, molhada.

O gozo dos dois acontece simultaneamente… É entorpecente, ela grita, geme, bate. Ele fecha os olhos e toca a própria bunda. Os dois querem mais; seus pais vão demorar no jantar. Por entre ursos de pelúcia, ela chupa aquele pau que sempre desejou: não muito grande, não muito pequeno, médio, suficiente, como a vida que levava.

Júnior morde os lábios e pede para parar. Seu pau está sensível e melado. Os lábios dela, proeminentes e vermelhos, ganham tonalidade leitosa. Seus peitos, ah, seus peitos… Encaixam-se perfeitamente nas mãos de Júnior, e os mamilos ficam entre os dedos…. E finalmente os dois se beijam. O gosto do gozo dele é sentido com desejo e prazer. Os dois se tornam de fato um novamente; a gênese de cada um se encontra nas bocas sedentas desses adolescentes.

Barulho de carro. Os dois ficam em pânico, correm, se arrumam e tentam dar um jeito no quarto com relativo sucesso. Noely entra e encontra os filhos dormindo e vai se deitar.

_Você é linda…

_ Eu te amo tanto, sempre te amei… Onde você estava esse tempo todo?

29/11/2001

EMOCIONANTE

Eu queria que um dia o Galvão Bueno me explicasse quais são essas tais “todas as emoções” que eu vou “conferir logo mais”.

Esse cara deve ser o único que conta: 1 emoção, 2 emoções, 3 emoções, todas as emoções…

28/11/2001

IGUAL QUE NEM

Por que deputado em votação tem o mesmo tom de voz que o de perueiro em ponto de ônibus?

Ô, raça.

28/11/2001

MEGAMIX

Múltiplas Madonnas. Em som e imagem.

28/11/2001

EQUAÇÃO

Jimi Tenor está na fronteira entre a xaropice e a nulidade. O que acaba sendo bonzinho no fim das contas.

28/11/2001

A FRASE

O seu pneu não, mas o remendo…

Borracheiro da minha rua ao responder se o remendo feito no pneu estava bom mesmo.

28/11/2001

AVISO

Não programe nada para o dia 7.

28/11/2001

OPORTUNIDADE

Bem que os pagodeiros Xanddddddy e Carla Perez podiam aproveitar o nascimento da filha, Camilly Vitória, para faturar um extra com a indústria automobilística.

A montadora mais indicada é a Ford, que pode lançar uma versão especialíssima do modelo 1.0 do Ka: Ka Mille Vitória. A novidade, além de mudanças no acabamento interno (como air bag duplo), seria a traseira mais arredondada.

Vem, neném.

28/11/2001

BURRO

Por que eu ainda compro discos do Way Out West? Eu *odeio* troços melódicos.

28/11/2001

VELUDO

Let us do what you fear most

That from which you recoil

But which still makes your eyes moist


Velvet Underground

28/11/2001

FOGO E FUMAÇA

Pela primeira vez na história, Marcelo Coelho, aka Voltaire de Sousa, escreveu algo decente. O título é A maconha e a lógico da preconceito.

O artigo é muito bom e, por isso, surpreendente. E deve ser lido pelos maconheiros que criticaram a Soninha.

27/11/2001

PAREM AS MÁQUINAS

A “princesa” Carola datilografou um novo artigo.

O título: A mídia subdesenvolvida, hehehe.

Um trecho ipsis litteris: Acredito que em países desenvolvidos e de primeiro mundo , esse órgão invisível chamado mídia; ainda cumpre suas funções(…)

Ela engoliu uma bacia de vírgulas, hahahahaha.